Pneumonia pode matar 11 milhões de crianças no mundo até 2030

pneumonia matará quase 11 milhões de crianças menores de cinco anos até 2030 se as tendências atuais forem mantidas, alertaram na segunda-feira (12) especialistas em ocasião do Dia Mundial dedicado a esta infecção pulmonar.

De um total de 10,8 milhões de mortes previstas, 1,7 milhão poderiam ser registradas em apenas dois países, Nigéria Índia, segundo as projeções da Universidade Johns-Hopkins, dos Estados Unidos, e da ONG Save the Children. Um total de 700 mil crianças poderão morrer da doença no Paquistão e 635 mil na República Democrática do Congo.

A pneumonia é uma infecção respiratória aguda que afeta os pulmões e pode ser causada por vírus, bactérias e fungos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é a primeira causa infecciosa de mortalidade entre as crianças e causa 15% das mortes entre menores de cinco anos. A OMS estima que pelo menos 922 mil crianças menores de cinco anos morreram de pneumonia em 2015 no mundo.

A organização ainda ressalta que “a prevenção é possível graças à vacinação, a um estado nutricional satisfatório e a uma melhora dos fatores ambientais”.

Segundo o estudo, 4,1 milhões de crianças poderiam ser salvas pondo em prática estas medidas: aumentar a cobertura mundial de vacinação, garantir o acesso aos antibióticos e melhorar a alimentação das crianças mais expostas a esse risco.

— É incrível que quase um milhão de crianças morram a cada ano devido a uma doença que temos a capacidade de vencer — disse Kevin Watkins, responsável da Save the Children.

Fonte: Gaucha ZH

Compartilhe