O retorno do sarampo à cidade de São Paulo

Em 20 dias, o número de casos confirmados de sarampo em São Paulo saltou de 32, em meados de junho, para 78, no início de julho. O aumento registrado no período foi de 143%. A cidade voltou a registrar casos da doença em 2019. Isso não ocorria desde 2015.De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, há notificações de sarampo em todas as regiões da cidade. Existem ainda 364 suspeitas sendo investigadas. Não foi registrada nenhuma morte em decorrência da doença até o momento.“O vírus está circulando em nosso município”, declarou a doutora Solange Saboya, coordenadora da Covisa (Coordenadoria da Vigilância em Saúde), departamento da secretaria municipal de Saúde, ao Nexo. “A gente tem um alerta. As pessoas precisam se vacinar para que a gente não tenha um aumento de casos ou ampliação do vírus”.

Confira a matéria no NEXO Jornal

Compartilhe