Ainda não tomou a vacina contra febre amarela? Tire suas dúvidas

O pediatra Juarez Cunha, diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), explica quais são as restrições e onde encontrar o imunizante

Quem está tomando antibiótico pode se vacinar contra a febre amarela?  Sim. O uso de antibióticos não interfere na ação ou resposta da vacina contra a febre amarela. De acordo com o pediatra Juarez Cunha, diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), a aplicação da vacina deve ser evitada durante o uso de antibióticos em casos de infecções agudas para evitar a possibilidade de confusão se os sintomas são pela vacina ou pela bactéria no corpo.

Pessoas alérgicas a ovos e leite podem tomar a vacina? O especialista afirma que intolerantes à lactose e alérgicos à leite podem tomar a vacina normalmente. Já pessoas com alergias graves a ovos apresentam contraindicação à vacina, pois o imunizante contém proteínas dos ovos, podendo desencadear um quadro alérgico.

Quais remédios não podem ser tomados quando a vacina for aplicada? O pediatra afirma que antivirais podem interferir na resposta da vacina. Pessoas que fazem uso crônico de corticoides, quimioterápicos e medicamentos biológicos devem ter cuidado ao tomar a vacina, pois tais medicamentos diminuem a imunidade do paciente, procurando antes, recomendação médica.

Vacina da febre amarela interfere no efeito do anticoncepcional? Não. Cunha afirma que nenhuma vacina interfere na ação dos métodos anticoncepcionais, pois se tratam de dois sistemas diferentes.

Para viajar dentro do Brasil é obrigatório levar a carteira de vacinação comprovando a vacina? E em viagens internacionais? Cunha afirma que dentro do país, a comprovação de vacinação contra a doença não é exigida. Já países da América Latina, Austrália, Nova Zelândia e países da África e da Ásia solicitam a vacinação. A recomendação é de que a pessoa seja vacinada pelo menos 10 dias antes da viagem, pois é o tempo que ela leva para fazer efeito.

É possível ingerir álcool no mesmo dia em que a vacina é aplicada? Sim. O especialista afirma que a pessoa não precisa se privar da ingestão de álcool ou de fazer exercícios. Entretanto, Cunha alerta que a pessoa não deve exagerar em nenhum desses hábitos, mesmo sem haver relação com a vacina.

Qual a composição da vacina e quanto tempo demora para fazer efeito? Cunha explica que a vacina é composta pelo vírus da febre amarela atenuado, sendo injetado no corpo de maneira a estimular a produção de anticorpos. Sua ação demora até 10 dias para iniciar. O especialista afirma que as reações à vacina são raras e levam de três a 20 dias para se manifestarem, durando até cinco dias. Entre os sintomas que podem aparecer estão a febre, mal-estar e dor no corpo.

É necessário tomar a vacina mesmo se não for viajar para áreas de mata ou áreas de risco? Sim. Segundo o Ministério da Saúde, desde agosto de 2018, a recomendação é que toda a população seja imunizada contra a febre amarela, salvo exceções como gestantes, imunodeprimidos, lactantes e idosos acima de 60 anos.

Fonte: R7

Compartilhe